Entra e sente o perfume
das minhas flores...
Obrigada pela companhia e carinho.

Se puderes, envia-me as tuas pétalas e
moldarei novo canteiro neste jardim.

Podes publicar o que quiseres mas referencia este blog ou a sua autora - A_Medusa.

Há imagens que desconheço o autor. Se fores o seu autor avisa-me.

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Arde-me a alma, brasio de paixão...

Imagem da net

 

Arde-me a alma, brasio de paixão
Na madrugada do ser
Que pode o fogo antever
Nas labaredas do coração.

Arde-me o rosto num beijo aceso
Na pálpebra da ternura
Balançando a estrutura
De um corpo indefeso.

 

E eis que a chama do amor
Incendeia a palavra
Que a custo se lavra
Nos lençóis sem cobertor
Onde os corpos já molhados
Se prolongam abraçados
Até ao fogo final
Da labareda carnal.


A_Medusa


floreado por A_Medusa às 13:36
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Outubro de 2011

De volta para o meu aconchego

O último artigo foi numa Quarta-feira, 23 de Julho de 2008. Há três anos, sensivelmente. Uma eternidade!

 

Estou de volta para o meu aconchego porque ainda existe o perfume da sedução, o prazer da palavra, o afeto da jornada, o cálice do desejo, o beijo da vida, o abraço sem mistério, neste mistério medusiano.

 

A_Medusa voltou para o coração dos seguidores, para o seio dos amadores e para as linhas da sedução que espasma a alma num corpo aberto, pleno de graciosidade.

 

Aqui, como lá, como além, é o corpo da palavra que ganha forma e apetece voar na prontidão do ser, docemente.

 

Imagem daqui...

A_Medusa


floreado por A_Medusa às 21:35
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|
Domingo, 23 de Outubro de 2011

7 de 7 Sonetos "Pétala do desejo" com pseudónimo de Maria do Mar

Pétala do desejo

Sem ti a minha noite é canto triste.
Falta-me o carinho do teu olhar;
Ainda bem que o sonho em mim existe,
Para contigo, meu amor, puder sonhar!

No vulto do sonho eu deposito
Toda a minha cristalina vontade;
É que eu ainda sinto e acredito
Que serás, um dia, meu de verdade.

Tal dia, quem sabe, enfim virás,
A pétala do amor encontrarás
Mais brilhante que o sol e que a lua.

Do meu canteiro, solto o coração
E deixo-me plantar com devoção:
Sou pétala que deseja ser tua!

 

Maria do Mar


floreado por A_Medusa às 00:33
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|

6 de 7 Sonetos "Vaga do coração" com pseudónimo de Maria do Mar

Vaga do coração

Nos teus olhos vejo o mar!
Em sereia me transformas,
Na vez que para mim olhas
Deixo-me hipnotizar.

São momentos que incendeiam
A vaga do coração
Nessas ondas de paixão
Que teus beijos me premeiam.

Meu sonho é inebriante
De uma força escaldante
Reflectida no horizonte.

Fico, assim, enamorada,
No teu corpo ancorada...
O amor reveste a fronte.

Maria do Mar


floreado por A_Medusa às 00:29
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|

5 de 7 Sonetos "Alagoa, ninfa do mar" com pseudónimo de Maria do Mar

Alagoa, ninfa do mar

 

Na colcha de amor, deixada à toa,
E no abraço que o vento apregoa,
Perco a noção do momento que passa
Quando a Alagoa no mar se enlaça.

Estou tentada a beijar-te Alagoa,
Na onda que docemente ecoa.
Um golpe de emoção esvoaça
Na ondulação que em ti acha graça.

 

Eis que o momento se reparte em dois:
De brancos e azuis se tingem os lençóis
Onde mergulham desejo e saudade.

 

Aninham-se os corpos em maresia;
Sonham-se desejos em demasia...
As águas se juntam em igualdade.

 

Maria do Mar


floreado por A_Medusa às 00:27
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|

4 de 7 Sonetos "Saudade" com pseudónimo de Maria do Mar

Saudade


A saudade é puro laço
Que aperta muito forte
Desfaz-se com um abraço
E aumenta com a morte.

Porque escalamos a vida
Com o laço da saudade
Enfrentamos a subida
Com amor e amizade.

É com amor que vivemos
E, de saudade, morremos
Na partida desse amor.

E só não deve morrer
Quem de amor e bem-querer
Faz-se em hino de louvor!

 

Maria do Mar


floreado por A_Medusa às 00:26
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|

3 de 7 Sonetos "A Luz" com pseudónimo de Maria do Mar

A Luz

 

Há um ser que abraça o infortúnio
Que todas as aves parecem conhecer
Vem o dia que a sina melhor é morrer
Só Deus lhe dará o luar novilúnio.

No semblante o ondular neptúnio
O Sol da cura vai desaparecer
Já nada importa, basta anoitecer
Deixar-se apanhar p'lo interlúnio.

As cores entram p'la escuridão
Tingem-se na ponte da exibição;
A noite atinge a parte escura.

Creio em Deus-Pai todo-poderoso,
Que fez o Céu e a Terra, e é bondoso
Sempre que a Luz alegra nossa figura.

 

Maria do Mar


floreado por A_Medusa às 00:24
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|

2 de 7 Sonetos "Fica um pouco" com pseudónimo de Maria do Mar

Fica um pouco

 

No meu céu, no meu pensar
No meu querer, no meu olhar,
Na pele do bom sentir
Que belo ver-te sorrir.

Mesmo que fosse ao luar,
Simplesmente a navegar
Teu jeito jovial a rir
Sempre pronto a bom servir.

Nos toscos versos que faço,
Neles, encontras meu abraço
Que à solta levas agora.

Leves frases carinhosas
Palavras, banho de rosas,
São presentes nesta hora.

 

Maria do Mar


floreado por A_Medusa às 00:22
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|

1 de 7 Sonetos "Baladas do coração" com pseudónimo de Maria do Mar

Baladas do coração

 

Quando meus beijos entoam
Baladas do coração
Os meus ossos abençoam
Os toques da tua mão.

Acordes da sedução
Que em nós se apregoam
Deixam-nos em erupção
Mil ecos depressa voam.

Voam gestos escaldantes
Quando enfim somos amantes
Num ninho deveras quente.

E de ti vem um presente
No fervor da fantasia
Nossa noite vira dia!

 

Maria do Mar


floreado por A_Medusa às 00:18
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|

********** Obrigada pela visita e comentário**********

medusadinha

Selo do Jardim


Use Ctrl+C para copiar
e Ctrl+V para colar
o selo no teu blog

Bouquet de Flores



Prémio

pétalas novas

Eu até posava nua...

Doce perfume de mulher

poltrona da sílaba

Delírios

Lava de amor

de basalto enegrecido

Eu só queria...

Eroti_cidade

Arde-me a alma, brasio de...

De volta para o meu aconc...

canteiros

Dezembro 2014

Janeiro 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Maio 2012

Outubro 2011

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

Pétalas

aniversário

apresentação

berço de ouro

canção dos bloguistas

flores da medusa

flores de outros autores

flores em destaque

flores especiais

histórico

mote

notícias

poesia em rede

sonetos

uma foto por ilha

todas as tags

Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


amores-perfeitos

procura uma flor

 

O mote florido






online



Hino à Medusa




Machado de Carlos

Mãos de bronze e cútis de puro ébano.
Em tuas asas de ouro senti a faísca!...
Ignóbil, viajei num mundo fantástico
e em êxtase beijei tua túnica.

Naveguei no Atlântico!... Eram efêmeras
as águas... Renasci nas cinzas de Fênix.
Entre pedras encontrei o Éden,
e, imóvel fiquei com o teu fascínio!

No micro frasco de rara fragrância
estava a Medusa: - Lindo ícone
a confundir o meu ego: Um mistério?!

Mas Zeus destruiu a minha fórmula...
Tremi tresloucado diante da efígie
que dourou a ilusão; um doce eflúvio!...

Carlos,
Ribeirão Preto,
18 de Janeiro de 2006.
17h50

Canto das flores


www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from maria69. Make your own badge here.

Outros Jardins ilustrados


Pela Amazónia


Selo pela Amazónia

Clique na imagem para ampliar
in blog Educação Ambiental
blogs SAPO

subscrever feeds