Entra e sente o perfume
das minhas flores...
Obrigada pela companhia e carinho.

Se puderes, envia-me as tuas pétalas e
moldarei novo canteiro neste jardim.

Podes publicar o que quiseres mas referencia este blog ou a sua autora - A_Medusa.

Há imagens que desconheço o autor. Se fores o seu autor avisa-me.

Segunda-feira, 26 de Março de 2007

A estreia da "Ilha dos Amores"

Meus senhores e senhoras,

Estou estupefacta. A novela que se diz ser feita nos Açores, que todos sabemos que são 9 ilhas e até parece que a ilha de São Miguel é a representante dos Açores - foi o que deduzi da boca de um ou mais actores - é o máximo.

1º Imagens espectaculares
2º A melodia da Canção do Mar um exemplo de maravilha
3º A pronúncia foi bem escolhida porque se fosse a real da ilha de São Miguel podiam ter que colocar legendas (atenção: não estou a ofender ninguém, estou a constatar um facto, e até acho que faz parte da cultura de São Miguel a sua pronúncia)
4º Logo os autores que eu queria ver vivos é que morreram logo no primeiro episódio. Claro que é uma história e está feita com categoria. Autores e actrizes que são meritórios do maior respeito, pois já estou habituada a vê-los nas novelas que o canal que atrai audiências passa todos os dias.
5º Trinta anos passaram num ápice. Dá-me pena é ouvir que os Açores, digo, São Miguel ficam no "fim do mundo". Não fui que disse isto... foi uma tal de Madalena. Ainda bem que não foi a pessoa que o disse mas sim a actriz que simplesmente está a representar o papel.

Espero agora que não me atirem pedras por ter escrito a minha impressão ao ver o primeiro episódio.

Cá em casa toda a gente ficou um tanto alterada... dos nervos. Até o mais pequeno dos elementos da família quase me queria afogar porque eu falei que faltava a pronúncia da ilha... ele vai e diz: Antes assim, assim é que normal... (Não fui eu quem disse isto... foi uma criança).

Por agora é só pois vem aí mais uma novela. Esta ao menos diverte-me. E viva a "Estrelinha".

Atenção: Não estou a criticar por criticar, estou tão somente a expor uma ideia e sincera. Foi pena irem buscar tempos antigos e quando chegaram os modernos foi logo para partir dois excelentes carros. Tal pena. Será que partiram mesmo? E eu aqui a andar a pé... Eh, home!

Vou tentar não perder pitada desta novela.
música: "Canção do Mar" de Dulce Pontes

floreado por A_Medusa às 22:49
em flor | a tua pétala aqui | favorito
|
2 comentários:
De Paulo a 27 de Março de 2007 às 09:23
A unica coisa que era de lá...eram os romeiros e os seus canticos que me tocaram;)


De mim a 30 de Março de 2007 às 14:57
bem...eu adorei esta novela
nao perco nem um unico episodio

*beijinho*


Comentar post

********** Obrigada pela visita e comentário**********

medusadinha

Selo do Jardim


Use Ctrl+C para copiar
e Ctrl+V para colar
o selo no teu blog

Bouquet de Flores



Prémio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pétalas novas

Eu até posava nua...

Doce perfume de mulher

poltrona da sílaba

Delírios

Lava de amor

de basalto enegrecido

Eu só queria...

Eroti_cidade

Arde-me a alma, brasio de...

De volta para o meu aconc...

canteiros

Dezembro 2014

Janeiro 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Maio 2012

Outubro 2011

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

Pétalas

aniversário

apresentação

berço de ouro

canção dos bloguistas

flores da medusa

flores de outros autores

flores em destaque

flores especiais

histórico

mote

notícias

poesia em rede

sonetos

uma foto por ilha

todas as tags

Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


amores-perfeitos

procura uma flor

 

O mote florido






online



Hino à Medusa




Machado de Carlos

Mãos de bronze e cútis de puro ébano.
Em tuas asas de ouro senti a faísca!...
Ignóbil, viajei num mundo fantástico
e em êxtase beijei tua túnica.

Naveguei no Atlântico!... Eram efêmeras
as águas... Renasci nas cinzas de Fênix.
Entre pedras encontrei o Éden,
e, imóvel fiquei com o teu fascínio!

No micro frasco de rara fragrância
estava a Medusa: - Lindo ícone
a confundir o meu ego: Um mistério?!

Mas Zeus destruiu a minha fórmula...
Tremi tresloucado diante da efígie
que dourou a ilusão; um doce eflúvio!...

Carlos,
Ribeirão Preto,
18 de Janeiro de 2006.
17h50

Canto das flores


www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from maria69. Make your own badge here.

Outros Jardins ilustrados


Pela Amazónia


Selo pela Amazónia

Clique na imagem para ampliar
in blog Educação Ambiental
SAPO Blogs

subscrever feeds